Radar dos Egressos

O Programa de Pós-Graduação em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais (PPG-AMSA) do Instituto de Geociências/UFMG foi criado em 2007, tendo, até o final de 2020, 140 defesas de mestrado realizadas. Em 2018, foi criado o curso de doutorado e, até o momento, contamos com 23 alunos matriculados, sendo que a procura pelo processo seletivo do nosso doutorado está em crescente desde a sua criação. No ano de 2020, tivemos 174 candidatos inscritos em dois editais (Edital no âmbito do projeto CAPES/EPIDEMIAS e no processo seletivo regular).

Para a criação deste Perfil dos Egressos, a coordenação do PPG-AMSA mapeou os ex-discentes do curso enviando dois questionários (2016 e 2020) e foi atualizando os contatos através da consulta de seus perfis profissionais nas redes sociais. Foram consultadas as seguintes páginas na internet: Currículo Lattes, Google Acadêmico, Researchgate, Orcid, Linkedin, site da transparência da União, do Estado de Minas Gerais, do Município de Belo Horizonte, além do site da transparências de outros municípios, estados e empresas públicas quando necessário. Depois desta coleta nas redes sociais, para completar as informações que faltavam para 27 egressos, o PPG solicitou a participação dos seus orientadores para fazer o contato e também enviou e-mail direto aos ex-alunos. Usando estas diferentes estratégias, dos 140 egressos, foram compiladas informações do perfil de 135 egressos (96%), sendo que uma egressa, Valéria Soares de Melo Franco, faleceu em 2019.

O Perfil dos Egressos possui informações sobre gênero, etnia, curso de graduação, continuação dos estudos após defesa, em quais instituições os egressos trabalham, cumprindo quais funções, entre outros dados sobre os alunos que defenderam o mestrado entre 2009 e 2020.

Perfil dos Egressos 2009-2020

Radar dos Egressos por Área de Estudo do Aluno


Curso de graduação dos egressos

O perfil de nossos egressos relativamente à sua formação na graduação é muito variado, sendo majoritariamente graduados em Geografia e áreas afins (37%), Engenharias Ambiental, Agronômica e Sanitária (20%), Biologia (12%) e Turismo (5%). Conforme mostra a Tabela, onde se lista a graduação de nossos egressos, o PPG demonstra sua capacidade para atrair graduados das 3 grandes áreas do conhecimento: ciências humanas, ciências exatas e ciências biológicas. Para além destas três principais áreas de graduação, existe uma diversidade de outras graduações realizadas pelos egressos, incluindo jornalismo, direito, física, ciências atuariais, psicologia, relações internacionais etc

O resultado do levantamento realizado no final de 2020 mostra que 22 egressos finalizaram o doutorado. Os doutorados foram nas seguintes áreas de pesquisa em diferentes instituições de ensino pesquisa nacionais e internacionais: Geografia (8), Arquitetura e Urbanismo (3), Ecologia (3), Agronomia (1), Ciência da Educação (1), Demografia (1), Engenharia sanitária e ambiental (1), Engenharia de produção (1), Evolução Crustal e recursos naturais e Meteorologia (1). Desses, 7 estavam realizando o pós-doutorado no final do quadriênio, sendo 3 na UFMG, 1 na UFV, 1 no Centre de Recherche et d’Enseignement des Géosciences de l’Environnement na França, 1 Masaryk University na República Tcheca e 1 na Universidade de Coimbra em Portugal.

Atividade atual dos Egressos

Há, no momento, 27 egressos com doutorado em andamento em diferentes instituições nacionais e internacionais nas seguintes áreas de pesquisa: Geografia (10), Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais (6), Saneamento, meio ambiente e recursos hídricos (3), Sensoriamento remoto (3), Engenharia de produção (2), Ciências Ambientais (1), Ciência da Computação e Zoologia.

Dos egressos, 3 são professores em universidades federais: Universidade Federal de Ouro Preto/MG, Universidade Federal Goias/GO e Universidade Federal de Minas gerais/MG. 1 professor em Universidade Estadual (Universidade Estadual Santa Catarina). 20 são analistas ambientais (15%), 19 são professores de ensino superior e ensino básico (15%). 9 egressos são pesquisadores ou coordenadores de diferentes projetos de pesquisa (7%) e 5 (4%) são coordenadores de cursos de formação e outros projetos. Um grupo de egressos trabalha em diferentes áreas incluindo geoprocessamento, analistas de política pública, etc.

Tipo de instituição em que os egressos estão atualmente trabalhando

O destino de 35% de nossos egressos (47 no total de 134 respostas) são instituições de pesquisa e ensino. 25% trabalham na iniciativa privada (34) e 7% no terceiro setor (9 egressos). Nossos egressos atuam num conjunto diversificado de órgãos governamentais: 5% trabalham em autarquia/fundação federal, 5% em autarquias/ fundação estadual. 9% trabalham em Secretarias (4% em secretarias Municipais e 3% em secretarias Estaduais). Cerca de 4% são autônomos e 5% atuam na formação do ensino básico.



O local de atuação de nossos egressos é diversificado, incluindo na sua maioria Belo Horizonte e região metropolitana (65%) bem como outros Municípios em Minas Gerais (17%). No entanto, a atuação de nossos egressos é também representativa em outros estados do Brasil e no Estrangeiro.

13 egressos trabalham em outros estados Brasileiros, nomeadamente: Brasília/DF (6), Porto Alegre(3), São Paulo/SP (3) Campinas/SP (1), São José dos Campos/SP, Rio Janeiro/RJ (1), Vitória/ES (1), Goiânia/GO, Florianópolis/SC(1), Boa Vista/Roraima (1), Teresina/Piauí(1),Rio Branco/Acre(1),São Luís/MA.

11 egressos trabalham fora do Brasil, a maioria na Europa,em Países como Noruega (2), Irlanda, Bonn e Berlim na Alemanha, Coimbra/Portugal e na Brno/República Tcheca. Um egresso está no continente Africano (Beira/Moçambique), um na América do Norte (Flórida), um na América do Sul (Colômbia) e outro na Austrália (Queensland).

Egressos distribuídos por cor/raça autodeterminada

 

Egressos distribuídos por cor/raça autodeterminada